Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

DEFINIÇÕES


Ações de Extensão A Extensão caracteriza-se por vasta gama de ações e grande amplitude de demandas sociais a que pode atender. Realiza-se através de programas, projetos, cursos, eventos e prestação de serviços.

 

Programa

 

Conjunto articulado de projetos e outras ações de extensão, preferencialmente de caráter multidisciplinar e integrado a atividades de pesquisa e de ensino. Tem caráter orgânico-institucional, integração no território e/ou grupos populacionais, clareza de diretrizes e orientação para um objetivo comum, sendo executado a médio e longo prazo.


Projeto de Extensão

Ação processual e contínua, de caráter educativo, social, cultural ou tecnológico, com objetivo específico e prazo determinado de no mínimo doze meses de execução.

 

Curso

 

Ação pedagógica de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância, planejada e organizada de modo sistemático, com carga horária mínima de 8 horas e critérios de avaliação definidos.

 

Evento

 

Ação que implica na apresentação e/ou exibição pública, livre ou com clientela específica, do conhecimento ou produto cultural, artístico, esportivo, científico e tecnológico desenvolvido, conservado ou reconhecido pela universidade, e que tenham com público majoritário e prioritário membros da comunidade externa.


Áreas Temáticas

A definição das áreas temáticas tem como parâmetro as políticas públicas entendidas como "linha de ação coletiva que concretiza direitos sociais declarados e garantidos em lei. É mediante as políticas públicas que são distribuídos ou redistribuídos bens e serviços sociais, em resposta às demandas da sociedade. Por isso o direito que as fundamenta é um direito coletivo e não individual" (Pereira, apud Degennszajh, 2000, p. 59).

Todas as ações de extensão deverão sempre ser classificadas segundo a área temática. A finalidade da classificação é a sistematização, de maneira a favorecer os estudos e relatórios sobre a produção da extensão universitária brasileira, segundo agrupamentos temáticos, bem como a articulação de indivíduos ou de grupos que atuam na mesma área temática.

A classificação por área deve observar o objeto ou o tema que é enfocado na ação. As áreas temáticas são as seguintes:

1. Comunicação
2. Cultura
3. Direitos Humanos e Justiça
4. Educação
5. Meio ambiente
6. Saúde
7. Tecnologia e Produção
8. Trabalho.

Linhas de Extensão

Uma forma complementar de classificação das ações de extensão é por linha de extensão. As linhas especificam e detalham os temas para a nucleação das ações de extensão, não sendo necessariamente ligadas a uma determinada área temática.

A utilização da classificação em linhas é muito importante como indução ao agrupamento de projetos tematicamente assemelhados em programa. Tanto a classificação de áreas temáticas quanto a de linhas de extensão foram criadas pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras e está sendo adotada pelo conjunto das universidades públicas. As linhas de extensão foram revisadas em 2006 e já foram incorporadas ao Sistema de Dados e Informações da Extensão.

Linhas de Extensão FORPROEX 

Produtos das Ações de Extensão

Caracterizam-se como a produção de publicações e outros produtos acadêmicos decorrentes das ações de extensão, para difusão e divulgação cultural, científica ou tecnológica. Inclui-se: livro, capítulo de livro, anais, manual, cartilha, jornal, boletim, revista, artigo, relatório técnico, produto audiovisual (ex.: filme, vídeo, DVD, CD-Rom), programas de rádio, programa de TV, aplicativo para software, jogo educativo, produto artístico (ex.: partitura, arranjo musical, gravura, texto teatral) e outros.

 

REGISTRO E CADASTRAMENTO


Desde o mês de janeiro de 2012 a Pró-Reitoria de Extensão adotou o Sistema de Informação e Gestão de Projetos (SIGProj) para o registro das ações de extensão da UFRJ. O sistema permite que tenhamos maior agilidade e transparência no que tange à informação, avaliação, gestão e divulgação das ações de extensão.
O SIGPROJ é utilizado para realização dos editais da PR-5: 1) Registro Único das Ações de Extensão (RUA); 2) Programa Institucional de Bolsas de Extensão (PIBEX); 3) Programa Institucional de Fomento a Cultura e ao Esporte  (PRO-CULTURA E ESPORTE) e 4) Programa Institucional de Bolsas de Eventos (PIBEV) 5) Programa Institucional de Bolsas para Cursos de Extensão (PIBCE). 

Semestralmente é aberto o Registro Único das Ações de Extensão - RUA que tem como objetivo cadastrar no SIGProj as ações que ainda não possuem registro na Pró-Reitoria de Extensão. Ou seja, os programas e projetos que não são apoiados por editais da UFRJ e da SESu/MEC (PROEXT), como por exemplo projetos apoiados por editais da FAPERJ e outros. 
Ressaltamos que a submissão de programas e projetos a quaisquer dos editais citados anteriormente é condicionada a aprovação pelo Registro Único das Ações de Extensão.

 

Faça seu cadastro.


Lembramos que antes de proceder o registro das ações no SIGPROJ estas devem ser aprovadas na Unidade de origem do coordenador. Nos casos em que a Unidade não tenha colegiado de extensão, os programas/projetos devem ser aprovados no colegiado do Departamento ou na Congregação.

Logo UFRJ faz 100 anos rodape ouvidoriarodape sigarodape sigpetrodape sigprojlogo forproex nacional novo

UFRJ | Graduação | Pós Graduação e Pesquisa | Planejamento, Desenvolvimento | Pessoal Gestão e Governança | Políticas Estudantis |Prefeitura

Praça Jorge Machado Moreira, s/nº, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592

Tel. (21) 3938-0494 / (21) 2560-2002 - E-mail: gabinetepr5@pr5.ufrj.br

UFRJ PR5 - Pró-Reitoria de Extensão
Desenvolvido por: TIC/UFRJ